quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

O Banho da rosa



O Banho da rosa

Chuva cai fininha lá fora
Banhando a rosa carmim
Ouço o barulho dela agora
Festa e risos sem fim.

Chuva cai dentro da noite fria
A rosa agora toda banhada
Tudo para começar o longo dia
com a linda face lavada.

A manhã te trás orvalhada
pela noite feliz
Te deixou toda molhada
rosa linda, o que me diz?

Tua beleza agora é só encanto
A todos que passam aqui
Até o vento, vem ver seu canto
Na leve brisa que noto ali.

Betânia Uchôa

5 comentários:

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Acredite que o titulo "O banho da rosa" com a imagem da garota com aquela rosa tampando, ou melhor servindo como uma saia faz com que, na primeira impressão, imaginemos o que o poema quer nos contar. Até esse ponto eu ainda não havia lido, mas agora estava curioso pra saber o que dizia cada verso. Mas a Rosa feliz a noite por ser imergida por uma chuva de carinhos, molhada amanhecia em seu ninho.. Amei o poema. Parabens Betânia. Poeta Francis Perot

Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução! disse...

Parabéns Betânia pelo Blog! E o poema com sua suavidade falando da rosa, que é criação divina, me encantou.
Beijos amiga! Neneca

Universo Paralelo em Versos disse...

Muito bom Betânia já conhecia este poema, via orkut, a formatação ficou bela, assim como teu blog inteiro e todos eles exalam poesia da tua alma.

sandra disse...

oi só queria que soubesse q ameii..td aqui vc está de parabéns.que deus continue iluminando seus pensamento.bjs.de 1 pessoa q passou a lhe admirar muito.

Margareth disse...

Bom seria se todas as minhas noites fossem como a da rosa, ela banhada pela chuva fininha e eu banhada pelos bons sonhos. Pela manhã suas pétalas envolvidas pelas gotas de orvalhos que “brilha tranqüila, depois de leve oscila e cai". Lindo seu poema.