quinta-feira, 9 de abril de 2009

Onde está você



Onde foi parar aquele sentimento
doce e febril, como vinho
como uma chama acesa
presente como um pavio

Onde está você, que chegou
E como uma avalanche
se assentou, vagou
e seus passos o levou,

Onde guardei aquele desejo
de conhecer a fantasia
fazer da vida uma festa
em constante alegria,

Onde está você?
que viveu, abraçou, aconchegou...
chorou e de mim desgrudou
e nada do que sentimos ficou.

Betânia Uchôa

5 comentários:

ON THE É (nada do que não era antes, quando não somos mutantes) disse...

palmas para o que te leio! assim, como tão inefável sentimento que se espalha pelo coração da tua poesia que me faz criança e apaixonante teu leitor
Cgurgel

Retalhos de Amor disse...

"Onde está você?
que viveu, abraçou, aconchegou..."

Vezes, me faço esta mesma
interrogação...
Onde estão as cores do sonho!?
Porque fugiram do meu horizonte!?

Belíssimo Poema, nuances d'alma!!!

Beijo, Querida Amiga
No coração!!!
Iza
(Passarei a seguir teu blog a
partir de agora, feliz com tuas
flores no meu!!!)

Veronica de Nazareth-Noic@ disse...

Betânia...

foi uma alegria que virou festa, te "descobrir" agora em blog, assim quando não fores ao planeta, já tenho outro caminho para te seguir...
Lindo teu blog, com teu poetar que tanto gosto e com o qual estou me deliciando nesta noite. À vontade para ir ao meu, sempre.
Carinho e beijos.

Veronica-Noic@

meumundoquadrado disse...

"O sentimento que se perdeu,
É o mesmo que
Encontra-se em sua poesia,
Viva e febril;
Acesa por um único pavio
O pavio da dor, que germinou no amor;
Da busca que se iniciou
Quando o encontrou “...

Adorei seu cantinho serei presença constante...

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Betânia! Estive navegando, avistei teu espaço, invadí, gostei e não resisití.
O teu poema é muito profundo.
Belíssimo. Parabéns!

Beijos,

Furtado.