sexta-feira, 24 de abril de 2009

Libertando-te



Libertando-te

Vai, se tens que ir.
Busca por teus sonhos,
Por outro amor,
Outro sentir.
Busca novas aventuras,
Novos desejos.
Busque esse novo prazer,
Com quem quiseres.
Está livre para seguir,
Como quiseres,
Busque o infinito de teu ser,
Outra filosofia para viver,
Até mesmo,
Aquele alguém do passado,
Que naquele passado, era presente,
Era o teu amor intitulado.
E, se por acaso te cansares e,
Das voltas que a vida dá,
E por ventura, teu pensamento
Me buscar,
Se desejares, volta.
Ainda me encontrarás,
Serei o teu amor,
Que era o teu passado.
Mas que era o teu presente,
E venceu a saudade,
As lágrimas sentidas,
A dor da perda,
Olhos cansados da procura,
Das horas olhando o vazio,
E toda forma de sentimento
Que tua longa ausência causou.
Mas ainda assim,
Estarei aqui.

Betânia Uchôa


7 comentários:

Retalhos de Amor disse...

O Amor...
De braços abertos
E mãos estendidas!!!

Lindos versos, Amiga...
Bom demais sentí-los!!!

Beijos pra ti, Linda Betânia
No coração!!!
Iza

Mariana Silveira disse...

Nossa. Que lindo!
Lembra-me uma música: Quando você voltar - Legião Urbana.

Gostei do blog, gostei do poema.
Um abraço e boa tarde.

Rosane Oliveira disse...

Pois é amiga...tentei e até consegui, mas vc observou que nao tem musica né...consegui add mas nao toca...desisti...afff....
Hj tb li teu blog...e esse poema em especial me tocou muito fundo amiga...eu já o tinha lido no orkut...e ele parece falar de mim...rs...coisas da vida...
Te gosto muito amiga linda!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Betânia! Eis aí uma perfeita entrega, uma claríssima mostra de falta de egoismo, e, mais do que nunca, uma autêntica prova de autossuficiência. Vá, siga teu caminho, procures o que for melhor pra ti, pois, com certeza, voltarás, porque é a mim que tu amas.

Belíssimo. Parabéns!

Ah! fiquei muito feliz com a tua visita. Espero que voltes mais vezes.

Beijos,

Furtado.

ON THE É (nada do que não era antes, quando não somos mutantes) disse...

tua língua declara suor e beleza. tua palavra, ardente e sensivel, e tua beleza, cor do coração que ama.
Cgurgel

meumundoquadrado disse...

Quem se pré dispõem a esperar
Sabe que o outro pode não voltar
Mas também sabe que não adianta prender
A prisão é uma ilusão,
Pois, não se prende o coração....

Lindo o seus versos...

Manual do Inseguro.com disse...

Lindos poemas os seus, Betânia. Palavras que nos conduzem e produzem imagens, sentimentos. Adorei conhecê-los.
Stella Tavares

oadestradordesentimentos.blogs.sapo.pt