domingo, 22 de fevereiro de 2009

Descendo a Avenida








Foi no Carnaval,
muita alegria, risos soltos
contagiando,
puxados pela multidão,
pulando e dançando
descendo a avenida...

Uma música atrás de outra
amigos juntos
outros perdidos atrás do trio
mas sempre encontramos
quando viramos a esquina...

é o Carnaval,
sustentando a alegria,
bagunçando, reverenciando
causando nostalgia...

E na quarta de cinzas
amanhecer cansado,
olhar nostálgico,
sonhando com o próximo
Carnaval...
Onde se possa acontecer,
o encontro dos amigos
descendo a avenida.

Betânia Uchôa

2 comentários:

SAULO PRADO disse...

Ola estou só batendo o ponto!!!
Vim conhecer o seu cantinho, e estou adorando o que vejo; serei presença constante aqui.
O meu mundo quadrado é um lugar feito por devoção ao poeta, e a poesia, pois amar o poeta é entra em seu mundo te convido a vim conhecer o meu...
Um abraço e fique com DEUS...

Marcos disse...

No carnaval acontece de tudo, de amores definitivos a frustrações inesquecíveis.
A propósito, Betânia, me desculpe o pitaco, mas achei exagerado o número de gerúndios.