terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Sente...






Sente...

Sente como vibra
Toda essa energia
Contrapondo toda sua resistência
Veja tudo isso que gira entre nós...

Sente como a pele sente sua pele
Elas se conhecem
Se reconhecem quando se tocam
Sentem a pressão de sermos um...

Sente como suspira, respira
Toda nossa respiração
Cada movimento, subindo e descendo
Até o pensamento nosso, pensando em nós...

Sente como a nossa vontade muda
Todo nosso querer
Que é simplesmente,
enlouquecer enlaçados um no outro...

Sente como vibra
Tudo isso...
Vibra doidamente entre nós...
Por nós...

Betânia Uchôa

3 comentários:

Claudio Cursini-MCS disse...

Meus parabéns! Vc continua bem como sempre - muito criativa, muitas idéias, facilidade de colocar as palavras no sentido correto e a sensibilidade de sempre. Realmente, estamos diante de uma breve futura grande poetisa e escritora (se quiser, tem todas as condições). Eu continuo torcendo por vc pra que seu trabalho seja, a cada dia, melhor -Bjs - Claudio

Rosane Oliveira disse...

Lindo Be...vc tá se saindo cada dia melhor...amei esse poema...
Tá lindo teu blog!!!

Dina a Ciganinha disse...

Betânia,
Cada vez que te visito, fico mais encantada com teus belos poemas...estás respirando poesia.
Parabéns amiga!
Torço pelo seu sucesso!

bjsssss
Diná