quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Os Inocentes





Os Inocentes


Quem são eles, os anjinhos
Almas doces, deslizam pelos caminhos;

Passam abrandando as mágoas e dores
Dos corações, retirando os desabores;

Vem das planícies e desertos
Percorrem caminhos e lugares incertos;

São filhos ou filhas que por amor
Lutam pela terra, evitando o terror;

Que ronda os pensamentos alheios
Com receio da vida se acabar em nossos meios;

E ante a atitudes extremas
Lembram o amor, e por ele, dizem: não temas;

Pois o amor a vida, é um camada densa
Alguns os seguem, como um elo, de nascença.

Betânia Uchôa

Um comentário:

Claudio Cursini-MCS disse...

Betânia, eu gosto muito de você , das suas poesias, da sua criatividade, das suas palavras, dos seus pensamentos e da sua diversidade em escrever variedades - não apenas sobre um assunto só - é isso que faz de você uma Vinicius de Morais com Carlos Drumond e Clarice Lispector – Mil beijos pra você... se puder mais de mil, tenha-os todos
Claudio Cursini