sábado, 15 de agosto de 2009

Dançando no ar







Dançando no ar

O balé dá um salto
E vai ao chão rodopiando fino
Voltas e voltas, um história, um destino.

Um giro longo, com destreza
No cenário, palco de todos os dias
Fazendo cada salto, um transbordar de alegrias.

Que fiquem pasmos com a beleza,
Dessa dança, bailarinas primorosas
Que encantam como a beleza das rosas.

O balé dá um salto...
Acontece, em nós um calafrio...
De ver um salto tão alto, a vida passar por um fio!

É um espetáculo daqueles,
De nos fazer encantados...
E até um pouco emocionados!

Betânia Uchôa

2 comentários:

Lenara Uchôa disse...

Gostei muito da poesia.

marialucia_73 disse...

è muito lindo sensação de leveza completa ficou real