quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Amor-perfeito


Ah, que sentimento,
Que em mim aflora,
Faz da mente, confinamento
Uma grande morada, embora...
Sentir, esse alheamento!

Um dia assim chegou, ficou...
Uma semente,
E germinou...
No campo fértil da mente,
E em sonho se transformou.

Queria te-lo fora da mente
Frente a frente,
Sem precisar dormir...
Sem precisar de cuidados
E te-lo na vida para sempre

Quem sabe o amor seria
Tudo o que se quer na vida
Uma plantação para se colher
Ano a ano, alimento e sobreviva
E quando for morrer,
Que ainda reviva, nos frutos
Que possamos ter.


Betânia Uchôa

3 comentários:

Maria L. Bózoli disse...

Muito lindo este amor-perfeito!
Parabéns poetisa!

Bom Domingo.....Beijos meus!

Retalhos de Amor disse...

Universo in versos...
Sim!!! Universo de versos únicos,
nesta tua sempre sensível inspiração,
Linda Betânia!!!

Amiga, tem selinho pra ti lá no
meu Retalhos... Com carinho, viu!!!

Beijos,
No teu amoroso coração!!!
Iza

Rosemildo Sales Furtado disse...

Eis, que caminhando de leve,
Voltei a te encontrar.
E por gostar do que escreves,
Resolvi te acompanhar.
Se acaso não concordares,
Não deixes de me avisar.
Que mesmo apesar dos pesares,
Com certeza, vou deixar.

Beijos,

Furtado.